Pitbulls também sabem amar! Diga não ao preconceito!!!

Amo cães. Todos os cães.
Se pudesse, viveria rodeada por eles, e quantos mais, melhor. 
Não há gratidão maior que a de um cão que recebe seu amor verdadeiro!


Estou bastante sentimental hoje, pois algumas linhas do destino estão me dirigindo para longe de minha filha de quatro patas por um período - breve, espero eu. Então, resolvi apresentá-la melhor a vocês. Já contei aqui que ela é mestiça da raça pitbull, arteira, carinhosa e que adora fazer buracos. Bem, eu poderia listar uma infinidade de sapequices que a #Pitty já fez e quanto seu amor nos cura diariamente das mazelas da vida, mas vou apenas contar um pouquinho de sua história.


Quando ela apareceu em frente ao pátio de minha sogra, confesso que não prestamos devida atenção a sua situação, pois ainda estávamos muito abalados com a perda prematura de meu sogro, vítima de câncer. Foi no domingo de sua missa de sétimo dia, que, ao chegarmos da igreja, não mais tivemos como ignorá-la: lembrando de como meu sogro viveu sempre rodeado por cães e como lhe doía quando via algum animal sendo maltratado, minha cunhada resolveu oferecer água ao filhote - nem sabíamos que era uma "menina", nem que seria tão dócil.

A #Pitty subiu da calçada para nosso gramado com dificuldade e por sua extrema magreza percebemos que não comia ou bebia há muito tempo. Aproximou-se vagarosamente e bebeu. Quando vimos seu olhinho de pirata, percebemos que tudo estava perdido.

A mais linda carinha de sapeca!
Ou melhor, tudo estava resolvido: seria nossa, minha e do #Beto. Apaixonei-me instantaneamente, e ele também. Observamos seus porte e arcada dentária e logo percebemos que seria de médio a grande, e que tudo indicava que seria uma pitbull. Bem, ainda não tínhamos filhos, por que não arriscar?

Afinal, os cachorros são reflexo direto de sua criação!!!

A acolhemos em nossa casa e nossa vida logo se transformou. "Em um inferno, esses pitbulls são muito malvados" você pode pensar. Não!!! A #Pitty trouxe amor a nossa casa, ajudou a transformá-lo em um lar. Foi a fiel escudeira do #Beto em todo o ano que se seguiu, onde estivemos em cidades diferentes, nos vendo apenas aos finais de semana. Posso dizer que ela ajudou-o a enfrentar não só a solidão mas o luto pela perda de seu pai.
Essa foto foi tirada em seu primeiro dia em nossa casa - adorou o tapete desde o primeiro instante e acredito que não demorou dez minutos para destruí-lo - veja como estava magrinha!
Com o passar dos dias, ela comeu o pé de nossa mesa, a porta do banheiro, alguns chinelos, meu tapete preferido, algumas almofadas, fez vários buracos no pequeno pátio, até "abriu uma janela" em sua casinha, quando resolveu arrancar com os dentes duas de suas tábuas. Porém, nada disso importou ao vermos sua alegria ao nos receber após o trabalho, como me enchia de lambidas a cada sexta-feira, como fazia seus "fom fom" nos brinquedos - sim, ela adora o som desses brinquedos de borracha, faz "fom fom" o dia todo se deixar. E quando eles por algum motivo não emitem mais som, ela os abandona: #Pittymalvadinha.

E isso pessoal, prova que não é a raça. Hoje, pensando em ter filhos, preocupo-me com a segurança deles e por isso, fiz longas pesquisas sobre a raça dela e também sobre possível ciúme que ela possa vir a sentir e sabe o que descobri? Que se devidamente criado e acompanhado, o pitbull pode ser a melhor raça para companhia de crianças e jovens! Resistente, leal e extremamente carinhoso.
Espero tê-la conosco por muitos anos, e que ela acompanhe seus "irmãozinhos" em muitas traquinagens! Como toda #mãecoruja, separei algumas fotos dela: olhem e me digam se tem como não amar ou como duvidar de que tudo se resume a amar e a cuidar com amor?
"meu lugar preferido em todo o mundo: o colinho do papai e da mamãe!"
"diz se eu não posso ser atriz? Estou aqui treinando minha feição blasé!"
"papai, tem café com leite para mim?" - Pitty adora roubar lambidas de café com leite da xícara que o Beto insiste em "esquecer" ao lado do sofá!
"mamãe, estou cuidando do pãozinho para ti, nem te preocupa que se ele cair, eu pego!!!"
"mamãe diz que eu sou muito parecida com um Gremlim - mas eu não sei o que é isso. Você sabe???"
"A tia Cléo já contou pra vocês como é frio aqui em Bagé no inverno? Olha, eu preciso até do meu super cobertor rosa!"
"auuu, que solzinho delicioso pessoal!!!"
"no inverno, gosto de me esconder embaixo das cobertas do papai, é muito frio aqui em Bagé!"
"sou um ótimo cavalinho, não acham?"
"aaaahhhh que soninho!!!"
"mamãe adora me espiar dormindo! Também, olha minha pose!!!"
"esse é meu amiguinho lá da casa da 'vovó' Alexandra - acho que ele é meu tio então né? Adoro brincar com o Veludo. Aprontamos todas e sempre acabamos precisando de uma soneca!"
Esta foi a primeira foto que tiramos da família toda, e foi feita especialmente para vocês!
 "Muito amor envolvido!!!"

E essa semana a #Pitty está ainda mais feliz, pois ganhamos um presente lindo e cheiroso da EmporioPet! Já já conto aqui no blog! Posso adiantar que são maravilhosos!!!

Beijocas de nossa família "cachorreira" - Alana, Beto e Pitty.

Comente pelo Blogger
Comente pelo Google+

3 comentários:

  1. Cláo, qualquer cachorro, se for amado, é um mega amigo. Se for criado com maldade, raiva, agressividade, morde até seu dono!!
    passando para desejar um final de semana iluminado!!
    bjs
    tititi da dri
    tem post novo lá no tititi, te espero por lá!

    ResponderExcluir
  2. Amei o post, Alana! É lindo e emocionante!... Também sou apaixonada por cachorros e concordo com plenamente com você. Eles são amigos, fiéis, dóceis... Enfim, são maravilhosos!!!
    Bjs e parabéns pela linda família!

    ResponderExcluir
  3. Eu amo animais todos para mim são iguais!! Adorei o seu animal! Bjs

    ResponderExcluir

Quer mais? Aqui tem!

Copyright © 2013 Dona Maricota Feliz - Layout Personalizado por Giselle Carvalho
Subir