Psicologia Positiva: A arte de ver o copo meio cheio

Imagem AQUI 

Sofrer com fatos que já aconteceram e remoê-los. Ou superá-los e encontrar crescimento e motivação nos eventos vividos? 
Para a Psicologia Positiva, desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Martin Seligman, apenas a segunda opção faz sentido.

Desenvolvida nos anos 1990, esse ramo da psicologia se dedica a estudar as emoções positivas (felicidade, prazer), traços positivos do caráter (sabedoria, criatividade, coragem, cidadania etc.), relacionamentos positivos (amizade, confiança, vínculos afetivos saudáveis) e as instituições positivas (escolas, empresas e comunidades).

“Ao contrário da psicologia tradicional, que foca no estudo e tratamento de distúrbios como a depressão e a ansiedade, o novo campo da Psicologia Positiva se propõe a focar mais nas forças que nas fraquezas”, explica José Roberto Marques, Master Coach Sênior e Presidente do Instituto Brasileiro de Coaching, que completa: “A psicologia positiva busca promover mais as qualidades do viver do que reparar o que vai mal”.
Ainda segundo Marques, não se trata do que conhecemos como “pensamento positivo”, mas, sim, de uma abordagem científica do que torna a vida plena e feliz. “Uma característica central da Psicologia Positiva é que todas as suas aplicações são empiricamente testadas”,comenta.

A Psicologia Positiva não trabalha sobre os problemas das pessoas e como remediá-los; ela busca compreender a ciência e a anatomia da felicidade, das experiências positivas, do otimismo e do altruísmo.
Ela aponta para uma visão de que a saúde psicológica é muito mais do que a ausência de sintomas.

Nesta visão, uma vida plena inclui:
  1. Satisfação: Viver com alegria, felicidade e prazer. Ter emoções positivas.
  2. Engajamento: Viver o melhor de si. Usar as próprias forças e virtudes do caráter.
  3. Sentido: Encontrar um sentido na vida. (Missão, visão e Valores).
  4. Relacionamentos: Ter relacionamentos saudáveis, com vínculo e apoio mútuo.
Psicologia Positiva no Coaching

A Psicologia Positiva é uma das bases fundamentais do Coaching, uma vez que este processo de desenvolvimento é focado em desenvolver pessoal e profissionalmente o melhor do ser humano, buscando a ressignificação. “O Coaching utiliza algumas técnicas da Psicologia Positiva justamente porque ela estimula o foco nas emoções, qualidades e comportamentos positivos, trazendo maior assertividade, controle emocional e foco – habilidades extremamente importantes no mundo profissional”, argumenta Marques.

Logo voltaremos a conversar sobre o assunto. Aguardem!
Beijinhos, Dona Maricota Feliz
Comente pelo Blogger
Comente pelo Google+

14 comentários:

  1. Muito bom! Tenho estudado e pesquisado sobre Psicologia Positiva com crianças. É um ótimo tema.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos estar sempre em busca da melhor maneira de educar.

      Excluir
  2. Cleo adorei o tema abordado, estarei acompanhando por aqui

    Bjs Mi Gobbato - http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que bacana, adorei o tema do seu post! Interessante essa abordagem da psicologia positiva. Com certeza traz bons pensamentos e energia bacana para a nossa vida! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Cleo adorei o post, quero aplicar isso na minha vida!
    Super valido!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. OI Cléo, muito legal o post. Procuro sempre ver o copo cheio. Ter um olhar positivo para avida e olhar para frente.
    Você está fazendo algum treinamento de Coaching?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não estou fazendo para trabalhar, fiz apenas como ouvinte.

      Excluir
  6. Vou fazer uma mini impressão e colar na geladeira! ;)

    Beijos

    Mi @diiirce
    www.diiirce.com.br

    ResponderExcluir

Quer mais? Aqui tem!

Copyright © 2013 Dona Maricota Feliz - Layout Personalizado por Giselle Carvalho
Subir